Apple quer processar homem que ensina a reparar MacBooks no YouTube

Se a história se confirmar, então só prova que a liberdade de expressão passa totalmente ao lado da Apple.